Corpo Borboleta (TBI) VOLVO XC60 T6 3.0 V6 304CV | Ano:2011 - 2012 - 2013 - 2014 - 2015 - 2016 | Ref.25:

Cod. produto: 209 | Disponibilidade: Em Estoque
por: R$ 480,00
SELECIONE A QUANTIDADE


  • ENTREGA

    Calcule o frete e o prazo de entrega





DESCRIÇÃO

Corpo Borboleta (TBI)

Seminovo original

 

Especificações

Corpo Borboleta (TBI) VOLVO XC60 T6 3.0 V6 304CV | Ano:2011 - 2012 - 2013 - 2014 - 2015 - 2016, em excelentes condições, sem desgastes, trincas ou quebrados.

NÚMERO: 7G9N-9F991-AA / FOMOCO

Garantia

A melhor garantia do Brasil, todos os custos com transporte são por conta da MM Peças!

Garantia de 3 meses contra defeitos de funcionalidade
observado a Politica de Troca da MM Peças.
 

 

Envio

Todos os itens do site são embalados com plástico bolha, papelão e se necessário em caixa de madeira, garantindo assim total segurança para seu item até chegar em sua residência/escritório.

A MM peças prezando pelo melhor preço e a satisfação do cliente oferece o frete sempre GRÁTIS, respeitando o custo/beneficio estipulado na Política de Entrega.

 

 

Dúvidas

Ficou com dúvida? Não achou o que está procurando?
Temos a maior linha de peças seminovas do Brasil !
Acesse nossa página de perguntas frequentes clicando aqui.

Não deixe de nos perguntar sobre seu veículo entrando em contato clicando aqui.

 

O Corpo Borboleta

 

A ECU ( Unidade de Controle Eletrônico) monitora tudo que entra e que saí do motor, os gases de escape pela Sonda Lambda, o ar admitido pelo sensores de fluxo, e de certa forma com o auxílio do sensor de posição da borboleta. Pode-se dizer que o Corpo de Borboleta regula o fluxo da massa de ar para o motor e isto implica na carga que o mesmo trabalha.

Montado entre o Filtro de Ar e o Coletor de Admissão, o Corpo de Borboleta(chamado antes de TBI) guarda apenas na aparência a semelhança com o Carburador, e por algum tempo utilizou o Cabo do Acelerador. O cabo era uma haste metálica que ligava o pedal do acelerador a Válvula Borboleta, ou seja, a abertura da borboleta era determinada totalmente pelo motorista, o sensor de posição da borboleta monitorava esta abertura, e então a ECU determinava pelo ângulo de abertura a massa de ar que entrava no coletor, logo a quantidade de combustível a ser injetada. 

Problemas no Corpo de Borboleta

Um dos problemas mais comuns com o corpo é o acumulo de sujeira em orifícios calibrados e/ou no pequeno espaço entre a borboleta e as paredes do corpo. Muitas vezes tal problema é difícil de detectar sem que se desmonte a caixa de ar (onde está alojado o filtro de ar.) e as mangueiras ligadas ao corpo. O acúmulo de goma ou sujeira no corpo causa falhamentos no funcionamento do motor, até mesmo com o motor em temperatura de trabalho ocorrem falhamentos que prejudicam a dirigibilidade do veículo.

De certa forma nunca podemos atribuir tal problema apenas ao corpo, mesmo que ele esteja sujo é importante verificar coletor e mangueiras ligadas ao corpo. Constatada que mangueira de ar e adjacências estão conformes, parte-se para a retirada do corpo, mas antes, não esqueça de se certificar de que todos os fios e conectores dos sensores estão soltos e em hipótese algum gire a chave com eles desligados. Observe bem se há depósitos de sujeira, goma e uma fina camada de óleo nas paredes do coletor, estes detritos são provenientes muitas vezes de corpos sólidos que conseguem ultrapassar o filtro de ar ou por meio de uma entrada falsa de ar, e chegam até o corpo. Há também os vapores de óleo(Suspiro do óleo.) e do combustível que são reaproveitados pelo motor. Acontece que esses gases impregnam o corpo e obstruem a passagem do ar.